Liberalismo feminino – 10 mulheres pela liberdade

No campo do liberalismo, há muito homens de destaque, como Mises, Hayek, Friedman, Rothbard, Bastiat entre outros. Contudo, muitas vezes se esquece da imensa contribuição que grandes mulheres deram e ainda dão ao movimento liberal. Por isso, com ajuda de alguns colegas de Facebook, realizei um levantamento de algumas importantes autoras liberais e elaborei uma pequena biografia de cada uma, destacando  seus principais trabalhos. Espero, dessa maneira, combater uma certa falácia dos opositores da liberdade, que associam o liberalismo ao machismo.

RandAyn Rand

A mais famosa autora liberal, Ayn Rand nasceu em São Petesburgo na Rússia, mas desenvolveu toda sua carreira nos Estados Unidos, para onde imigrou em 1926, quando tinha 21 anos. Seu primeiro best seller foi “A Nascente”, mas seu maior sucesso foi a triologia “A Revolta de Atlas”, que já vendeu mais de 20 milhões de cópias pelo mundo. No livro, Ayn Rand narra a batalha dos empresários contra o intervenção do governo. Rand é a criadora do sistema filosófico conhecido como Objetivismo.

Rose Wilder Lane

Rose Wilder Lane foi uma escritora americana, que, ainda nos anos 40, quando muitos admiravam as teorias coletivistas e poucas mulheres tinham direito de trabalhar, defendeu o individualismo, baseada nos direitos naturais. Seu livro Discovery of Freedom, escrito em 1943, inspirou o moderno movimento libertário.

Isabel_PatersonIsabel Paterson

Isabel Paterson foi uma escritora canadense que, junto com Ayn Rand e Rose Lane, formou o trio das mães fundadoras do libertarianismo americano. Só isso já bastaria para saudarmos sua contribuição para a causa liberal. Ela é autora do livro “O Deus da máquina”, que, segundo Ayn Rand, significou para o movimento libertário o mesmo que “O Capital” de Karl Marx significa para os esquerdistas.

Wendy McElroy

Wendy McElroy é uma autora também canadense, que provou que é possível defender o feminismo, sem utilizar o governo para impor seus valores sobre a sociedade. Ela se declara feminista individualista. Segundo McElroy, muitas organizações feministas trabalham para expandir a abrangência do estado e criar privilégios legais para uma parcela de mulheres. Ela se opõe frontalmente à concessão de status de vítima baseada em características externas e classes.

Carmen Reinhart

Carmen Reinhart é uma economista liberal americana de origem cubana. Junto com o economista Kenneth Rogoff, ela elaborou um estudo de muita repercução em defesa da austeridade. Eles defenderam que, a medida que o endividamento público aumenta a um certo nível, o crescimento começa a decair. Em 2013, o estudo foi contestado. Contudo, Reinhart e Rogoff afirmaram que os erros apontados não alteram a validade das conclusões.

maryfaceMary Wollstonecraft

Mary Wollstonecraft foi uma escritora britânica, nascida em Londres, em abril de 1759. Em uma época em que mulheres eram vistas como seres de segunda categoria, ela defendeu a ideia da autonomia individual. Em 1786, ela escreveu o livro “Reflexões sobre a educação de filhas”, no qual criticou o modelo educacional que pregava a obediência e a dependência por parte das mulheres. Ela também escreveu textos contra o tráfico de escravos, baseando-se na defesa da liberdade individual. Seus texto chamaram atenção de autores conceituados como Edmund Burke, Tom Paine e Voltaire.

Jessica M Flanigan

Jessica Flanigan é professora da Universidade de Richmond nos Estados Unidos. Ela desenvolve todo seu trabalho acadêmico baseada nos princípios do liberalismo. Um de seus mais famosos trabalhos é o livro Lberal Medicine, no qual ela se opõe ao sistema estatal de controle de remédios (uma espécie de Anvisa). Ela defende o fim do “paternalismo da saúde pública”, que atenta contra as liberdades civis e o direito de escolha e de autopropriedade.

Bettina Bien Greaves

Bettina Greaves é uma pesquisadora sêniro do Instituto Ludwig Von Mises do Estados Unidos. Ela é autora do livro Free Market Economics, obra que visava auxiliar professores do ensino médio a ensinar os princípios do livre mercado nas escolas. Bettina também foi responsável por diversas traduções de trabalhos de Mises par ao inglês, o que ajudou a disseminar o conhecimento sobre a Escola Austríaca pelo mundo.

diana thomas headshotDiana Thomas

Nascida na Alemanha, a doutora Diana Thomas é professor assistente de Economia na Escola M. Jon Huntsman of Business da Universidade Estadual de Utah. Seus estudos estão focados principalmente na teoria da escolha pública e na economia austríaca. Ela faz parte da equipe da instituição Learn Liberty, que tem como objetivo popularizar o conhecimento sobre o liberalismo. Professora Thomas contribui com vídeos sobre escolha pública e também ministrando cursos sobre School Choice e teoria da Escolha Pública.

Sarah Skwire

Sarah Skwire é uma escritora e pesquisadora norte americana que estuda a relação entre literatura e liberdade. Atualmente, é articulista em veículos liberais como Bleeding Heart Libertarians.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s