A verdadeira face do empreendedorismo não se parece com o Vale do Silício

Por Vivian Giang*

Nos últimos anos, as histórias de empresários de tecnologia se tornando milionários parece indicar uma mudança completa de percepção da palavra “empreendedor” na América.

A definição de empreendedorismo hoje evoca imagens de nerds brilhantes que trabalham longe, nas suas startups, em um clima moderno e descolado até que um dia, eles são compraram incríveis $ 19 bilhões. Como não ter essa imagem quando todos nós lemos histórias de fundadores  de startups tecnológicas relativamente desconhecidos que, de repente, não precisam mais trabalhar para o resto de suas vidas?

Mas muito antes de Silicon Valley, Silicon Alley e Silicon Prairie, existia um grupo de pessoas que começou com apenas uma ideia, lutou incessantemente, levaram em frente uma inspirada transformação positiva e foram capazes de mudar o mundo de alguma maneira.

Empreendedores sempre foram absolutamente vital para a economia dos EUA e  seu trabalho e sucesso são essenciais para o sonho americano.

Atualmente, eles são em sua maioria homens brancos altamente educados, mas durante um tempo, a palavra empreendedorismo pertencia a imigrantes, mães solteiras e pais solteiros.

1

“É muito fácil no mundo da tecnologia colocar um verniz de glamour sobre empreendedorismo e startups”, disse Cindy Gallop, fundador da IfWeRanTheWorld e MakeLoveNotPorn empresas. “Quando as pessoas dizem empreendedor e startup, eles pensam em Mark Zuckerberg e Facebook”.

“Há muitas pessoas neste país e ao redor do mundo que são empreendedores por necessidade”,  Gallop disse PolicyMic. “O que quero dizer com isto é, são pessoas que foram demitidas, que não conseguem encontrar um emprego, que não têm outra maneira de colocar comida na mesa,  cuidar de seus filhos, pagar o aluguel ou a hipoteca, a menos que eles trabalham por conta própria, porque ninguém vai contratá-los”.

Essas pessoas não são o Mark Zuckerberg 2.0. Eles são a mãe solteira que vende bolinhos de sua cozinha e, eventualmente, a padaria local ou pequeno mercado. Eles são o homem que está desempregado há tanto tempo, que já está agora no buraco negro do mercado de trabalho . Então ele faz trabalhos de marcenaria para fazer face às despesas. Ele eventualmente  transforma isso em um negócio em uma pequena marcenaria e, assim, consegue alimentar sua família.

2

Estas pessoas trabalhadoras são exatamente os componentes da coluna vertebral com base na qual foi construído este país, mas o encantamento do Vale do Silício roubou completamente os  holofotes. Estudos mostram que empresas de imigrantes constituem uma enorme percentagem de pequenas empresas em todo o país. Na Califórnia, mais de 30% das pequenas empresas são de propriedade do imigrante e em Nova York, esse percentual é de cerca de um quarto.

Além disso, as pequenas empresas de propriedade de mulheres de minorias estão crescendo em um ritmo mais rápido do que qualquer outro grupo. Mas não estamos pensando sobre essas pessoas, quando pensamos sobre empreendedorismo. Nós temos fomos cegados pelas  luzes brilhantes do Vale do Silício e Silicon Alley, mas está na hora de colocamos o foco de volta nas pessoas que deram origem ao conceito  de empreendedorismo .

“Via de regra, você só deve começar um negócio se tiver paixão acima de tudo”, disse Gallop PolicyMic. “Há uma exceção a isso,  que é, se você é um empresário por necessidade, ou seja,  se você não tem outra escolha”.

3

Para tentar mudar a atual definição de empreendedorismo, queremos contar as histórias dos rostos reais de empreendedores. Eles são essenciais para a nossa economia, porque eles são a força motriz por trás do crescente buraco fiscal da América.

Tradução: Pedro Valadares

* texto original disponível AQUI.

Anúncios

Um pensamento sobre “A verdadeira face do empreendedorismo não se parece com o Vale do Silício

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s