Analisando Olavo de Carvalho sem preconceitos

Olavo-de-Carvalho-001

Comecei a me interessar pelo liberalismo em 2011. Na época, a linha que mais me atraía era a do libertarianismo. Nos grupos que seguem essa linha, Olavo de Carvalho não era dos autores mais bem quistos. Nesse sentido, acabei aderindo a esse preconceito de forma meio automática, sem analisar profundamente sua produção.

O tempo passou, amadureci, mudei algumas visões. Uma tendência que temos quando nos interessamos por determinada escola ideológica é o de querer reduzir tudo a uma disputa entre certos e errados. Com o tempo (pelo menos, para as pessoas sensatas), a gente desradicaliza e passa a avaliar o mérito das coisas mais caso a caso e não balizado por um enquadramento moral geral.

Nesse contexto, dois fatos me fizeram olhar novamente a obra de Olavo de Carvalho. Diria que foi um processo divido em dois momentos. Em 2014, li duas obras dele e gostei bastante do nível de erudição e de sofisticação narrativa, além da profundidade do conhecimento. Nesse ponto, passei a entender melhor que o Olavo das redes socais é mais uma personagem que ele criou para atrair mais pessoas.

O outro passo aconteceu neste ano. Dois caras, cujas ideias eu respeito bastante, são alunos do Olavo. Esse foi um fator fundamental para eu buscar mais obras do autor e, até, ficar tentado a me matricular em seu curso de filosofia online.

No pouco que li nessa retomada, dois argumentos dele me chamaram bastante atenção. Em um dos artigos do livro O mínimo que você precisa saber para não ser um idiota, ele explica que devemos estudar não para querer controlar o mundo, mas sim para entendê-lo. Ele também explica que devemos buscar o conhecimento para resolver uma questão concreta em nossas vidas, e não apenas por diletantismo.

A conclusão que tiro é que não devemos fazer julgamentos peremptórios sobre ninguém, principalmente quando não nos aprofundamos na obra da pessoa. Olavo pode ter algumas opiniões bem equivocadas, mas a maior parte de sua produção me pareceu bastante séria e acurada academicamente. Quem sabe não retorno aqui mais para frente para dar mais impressões. Veremos!

 

 

Anúncios